Adquirir Força de Pernas com o Ciclismo

Conseguir força de pernas através do ciclismo é um dos objetivos habitualmente referidos por quem começa a andar de bicicleta para se tornar mais forte e resistente. Contudo, a verdade é que os ciclistas profissionais utilizam o ginásio para adquirir a massa muscular que poderão depois aplicar na estrada, na montanha ou na pista. Vejamos como é que os amadores e praticantes em geral poderão reforçar a sua massa muscular no ginásio ou sobre a bicicleta:

Ir ao ginásio

O segredo passa por aumentar progressivamente o nível de dificuldade e intercalar os exercícios. O agachamento (“squat”), os afundos (que fortalecem também os braços e a barriga, com a ajuda de pesos), o agachamento com salto (direcionado aos glúteos e aos músculos posteriores da coxa), o peso morto e os afundos laterais são alguns dos exercícios que devem ser combinados para se conseguir reforço muscular a longo prazo. Não caia no erro de reforçar as pernas e esquecer o resto; o corpo é um só e deve sempre ser desenvolvido de forma harmoniosa.

Na estrada

Para quem não pode ou não quer frequentar o ginásio e pretende extrair do próprio ciclismo o esforço de desenvolver mais massa muscular nas pernas, bastará aplicar os princípios já referidos: associar exercícios diferentes e não esquecer uma alimentação equilibrada e boas noites de sono. Alterne subidas de montanhas, colinas ou ladeiras com percursos mais longos em piso plano. NãPersonal_Training_at_a_Gym_-_Pushupso precisará de subir à Senhora da Graça, a célebre etapa da Volta a Portugal em Bicicleta, para alcançar estes objetivos; em Lisboa, a subida à Glória é um desafio igualmente exigente. Será que perto de sua casa não existe uma subida íngreme que possa ser ultrapassada 4 a 5 vezes durante um treino diário? Poderá assim incluir, num percurso de alguns quilómetros, ritmo forte em “sprint” com a força necessária para “trepar”.

Para monitorizar as suas atividades sobre a bicicleta, existem diversas aplicações tecnológicas capazes de medir velocidades e tempos médios, como a Endomondo.